Main content

No início do ano, apresentamos o Concurso de Jornalismo de Dados “Todos os Olhos na Amazônia”, uma iniciativa que visa incentivar a participação de jornalistas como criadores de conteúdo, para dar visibilidade às ameaças enfrentadas pelos povos indígenas e comunidades locais na Amazônia, além de promover conscientização ambiental e impacto social.

Devido à disseminação do COVID-19 e às medidas de precaução adotadas, adaptamos o Concurso ao cenário atual. Primeiramente, estendemos o prazo de inscrição para até 1º de agosto de 2020, para permitir que os participantes trabalhem remotamente em seu conteúdo para o Concurso.

No entanto, a evolução da pandemia exigiu ajustes adicionais, especialmente em dois aspectos; i) a inclusão de uma sugestão temática relacionada aos desafios que o COVID-19 representa para os povos indígenas da Amazônia; e, ii) o aumento dos prêmios monetários, em substituição à Viagem à Amazônia Peruana - que foi cancelada dada a situação atual e o risco que ela representaria para as comunidades locais da Amazônia nesse cenário.

Acreditamos que agora, esse concurso se faz ainda mais importante, pois os povos indígenas e as comunidades locais da Amazônia enfrentam não apenas ameaças históricas, mas também uma emergência de saúde que ameaça inclusive seus estilos de vida.

Por tais motivos e com ainda mais motivação, convidamos você a fazer parte dessa iniciativa; visando a ação necessária para termos Todos os Olhos na Amazônia.

Apresentação

Na Amazônia, populações e natureza estão sob pressão como nunca antes. A crescente extração de recursos naturais, como madeira, óleo e minerais, bem como a expansão de plantações de soja, palma e outras agro-commodities, e de projetos de infraestrutura rodoviária, fluvial e hidrelétrica, pressionam significativamente a Floresta e as pessoas que dependem dela.

Os povos indígenas e as comunidades locais que vivem na Amazônia são os guardiões da floresta. Eles e seus conhecimentos são essenciais para proteger de forma sustentável as florestas do desmatamento e da degradação do ecossistema na Amazônia.

No programa “Todos os Olhos na Amazônia”, coordenado pela Hivos e Greenpeace, trabalhamos em conjunto com os povos indígenas e comunidades locais da Amazônia do Equador, Peru e Brasil, na luta contra a degradação do ecossistema através do uso tecnologia (drones, GPS, telefones celulares, apps) para coletar evidências, com as quais reunimos casos para atuar por meio de estratégias legais, de campanha e de advocacy para promover mudanças estruturais, defendendo o reconhecimento e a aplicação dos direitos territoriais e os assentamentos coletivos dos povos indígenas em todos os níveis possíveis.

Nesse contexto, o Concurso de Jornalismo de Dados: Todos os Olhos na Amazônia busca incentivar a participação de jornalistas como geradores e investigadores de conteúdo sobre as diferentes ameaças e vulnerabilidades enfrentadas pelos povos indígenas e comunidades locais da região amazônica. Bem como reconhecer a importância de seu papel no combate às mudanças climáticas, conservação da natureza e preservação do conhecimento ancestral.

O concurso também visa potencializar o jornalismo de dados como um mecanismo de promoção da conscientização ambiental e social através da coleta de informações e dados sobre a importância do papel dos povos indígenas e comunidades locais na conservação de florestas e na mitigação e adaptação aos efeitos das mudanças climáticas.

Objetivos

Promover pesquisa, análise e divulgação jornalística para a violação dos direitos das populações indígenas e comunidades locais e seus territórios e a relação com a destruição das florestas amazônicas, as mudanças climáticas e a perda de biodiversidade.

  • Tornar visível os esforços dos povos indígenas e comunidades locais na Amazônia para defender seus direitos territoriais.
  • Sensibilizar a opinião pública sobre a violação dos direitos territoriais indígenas e locais, o desmatamento e a degradação de ecossistemas na Amazônia.
  • Fomentar um jornalismo de dados que promova a conscientização ambiental e social por meio da coleta e análise de dados que demonstrem a importância da conservação da natureza e a resposta necessária aos efeitos das mudanças climáticas.

Prêmios

O primeiro e o segundo lugar deste concurso serão reconhecidos com:

  1. Tradução [1] e ampliação do conteúdo vencedor através dos canais de comunicação do programa Todos os Olhos na Amazônia.
  2. Uma viagem paga para acompanhar as organizações parceiras do programa “Todos os Olhos na Amazônia”, onde conhecerão em primeira mão o trabalho dos monitores florestais em patrulha*.
  3. Prêmio monetário de [2]:Primeiro lugar: US$ 2.500,00

    Segundo lugar: US$ 1.500,00

    Terceiro lugar: US$ 750,00

    * A viagem foi cancelada devido à pandemia do COVID-19, pois representa um risco para as comunidades que habitam a Amazônia peruana. Em compensação, aumentamos o prêmio monetário.

Temas

  • Proteção contra a violação dos direitos indígenas e dos direitos territoriais.
  • Acordo de Escazú, transparência e acesso à justiça ambiental, defesa de defensores ambientais.
  • Uso de tecnologia para a proteção do território, conservação da natureza e biodiversidade.
  • Desmatamento e degradação gerados por atividades extrativistas / agroindustriais em ou perto de territórios indígenas, reservas comunitárias, povos em isolamento voluntário e áreas naturais protegidas.
  • Histórias e estratégias inovadoras de jovens e / ou diálogo intergeracional com sábios indígenas da Amazônia para proteção territorial, florestal e de direitos.
  • O papel e o relacionamento das mulheres na proteção territorial das florestas amazônicas e na salvaguarda dos direitos indígenas.
  • Defender a Amazônia em tempos de COVID-19: desafios, estratégias e iniciativas.

Requisitos

Jornalistas e equipes jornalísticas, influenciadores de opinião, que atuam na região da América Latina, na mídia nacional, regional ou internacional e que possuam em sua prática profissional publicações em um meio de comunicação, podem participar.

Os trabalhos submetidos devem obedecer às seguintes características:

  1. Ser um trabalho original;
  2. Ser escrito em espanhol, português ou inglês;
  3. Foram escritos e publicados entre 26 de fevereiro e 1 de agosto de 2020.

Os seguintes formatos são considerados elegíveis (que atenda pelo menos 01 dos formatos):

  • Impresso: crônicas e / ou reportagens escritas, publicadas em uma mídia impressa
  • Digital: crônicas e / ou reportagens escritas, publicadas em uma mídia on-line
  • Fotoreportagem: registros visuais, publicados na mídia impressa ou online

Critérios de avaliação

O júri será composto por representantes da Hivos, a instituição organizadora do concurso, e membros das organizações parceiras do programa Todos os Olhos na Amazônia.

Os trabalhos serão avaliados em 100 pontos, cujos pesos serão distribuídos da seguinte forma:

25 pontos: qualidade do texto

20 pontos: abordagem e tratamento do tema

15 pontos: uso estratégico de dados

10 pontos: gestão da abordagem dos direitos individuais e coletivos

10 pontos: gestão da abordagem de gênero

10 pontos: capacidade de desafiar e sensibilizar a opinião pública

10 pontos: multiplicidade e qualidade das fontes

Entrega de trabalho

Os artigos devem ser enviados usando o seguinte formulário e inclui o seguinte:

  1. Nome do participante ou equipe de trabalho
  2. Mídia que apresenta o trabalho ou Mídia em que você trabalha atualmente (vinculado ao material apresentado) ou trabalhou, no período indicado pelo concurso.
  3. Correio eletrônico
  4. Redes sociais
  5. Local de origem do participante
  6. Título do trabalho
  7. Data de publicação
  8. Mídia ou mídia em que foi publicada
  9. Sobre o que é o material? (resumo de não mais que 350 caracteres)
  10. Principais fontes
  11. Arquivo de trabalho PDF
  12. Duas cópias das páginas completas do jornal, revista ou site em que o trabalho foi publicado e o link para acessar a publicação (se houver).
  13. Autorização do meio em que a peça foi publicada para participar do concurso
  14. Autorização de uso e réplica de publicação

Baixe formatos, bases e instruções de aplicativos

Na data de lançamento (26 de fevereiro), você pode encontrar as bases, horários e instruções neste link e em www.todososolhosnaamazonia.org 

Cronograma

26 de fevereiro: Lançamento da chamada

22 de abril-14 de maio: Série de Webinars: Defender a Amazônia em tempos de COVID-19

(Você pode encontrar os vídeos aqui)

1 de agosto: encerramento do concurso

15 de agosto: Notificação aos vencedores


* Devido a medidas tomadas em todo o mundo ou para responder à pandemia do COVID-19, decidimos estender a data de encerramento do concurso até 1º de agosto de 2020 às 00:00 (GMT -5)

Resultados

Os vencedores do concurso serão notificados por e-mail. Além disso, a lista de vencedores será publicada nas redes sociais oficiais da Hivos Latin America, Hivos Amazonia e na www.todososolhosnaamazonia.org 

Em caso de dúvidas e perguntas, os participantes podem revisar as instruções digitais do concurso aqui o entrar em contato via e-mail nsanchez@hivos.org


[1] O idioma original do artigo (ENG, SPA ou POR) nos outros idiomas oficiais do programa (ENG, SPA, POR)

[2] No caso do trabalhado ganhador corresponder a um grupo, o prêmio monetário será entregue na totalidade, para repartição à critério do grupo.